Os 4 elementos e a magia

Os 4 elementos e a magia3
Partilhe recomende ou vote neste artigo

Os 4 elementos e a magia

Vamos falar um pouco sobre os elementos da natureza e a magia, pois há sempre muita coisa para revelar a partir das coisas aparentemente mais simples.

Por isso:

se considerarmos a ciência,( ou a ciência física e química deste mundo),  então crê-se que os elementos da natureza são 4, e eles ao: água, terra, mar e ar.

Já se considerarmos a magia, ( ou a ciência oculta do reino dos espíritos), então crê-se que os elementos da natureza são 5, e eles são 4 elementos físicos – água, terra, mar  ar – assim como um 5º elemento metafisico, que é:  o espírito.

Vamos por isso analisar a relevância – para a magia – dos 4 elementos físicos da natureza, (água, terra, mar e água)

Assim sendo:

A água e a magia

A água é o berço da vida!

Das águas – e no caldo primordial – ocorreu a primeira centelha de vida física neste mundo, e porem também da água provém a capacidade da maior devastação.

Por isso:

a água é um elemento primordial a ser considerado com a maior importância nos trabalhos de magia.

Observemos a água aplicada aos estudos ocultos:

Água do mar – ideal para ser usada em trabalhos de amarrações amorosas, para conseguir empréstimos, para conquistar amantes, para vencer um rival, etc

Água da chuva – adequada e muito poderosa quando usada em trabalhos de magia para saúde

Água do rio – a água de rio que desemboca no mar serve para destruir e desfazer feitiços e bruxarias!; aquela água do rio que cruza com um outro rio, serve para afastar maus espíritos e desvia-los do seu caminho para bem longe de si; aquela água do rio que sai da nascente, é adequada para assuntos de fertilidade, de nascimentos, e também em certos assuntos de prosperidade.

Água do lago – a água do lago é particularmente poderosa para trabalhos de magia para destruir o amor, pois estagna o amor conforme essas águas são águas estagnadas e paradas numa certa bacia hidrográfica.

A terra e a magia

A terra dá e sepulta tudo!

Por isso:

é na terra que deve ser enterrado um trabalho de magia, fazendo-o como quem ou semeia ou sepulta algo, dependentemente da finalidade a que se destina o trabalho.

Assim sendo:

se o trabalho  de magia é para fazer algo nascer ou florescer, então semeia-se na terra o trabalho de magia;

Por outro lado:

já se o trabalho é para fazer morrer ou definhar algo, então sepulta-se o trabalho de magia na terra.

Varios tipos de terra adequam-se a diferentes tipos de trabalhos de magia, como por exemplo:

A terra das encruzilhadas, assim como a terra do cemitério, ( e toda a terra ou solo sagrado), é extremamente poderosa para apelar a poderosas forças espirituais em qualquer tipo de trabalho.

Já a areia das praias é propensa a potenciar trabalhos de limpeza espiritual.

A terra junto aos lagos ou pantanais, é aplicável a fazerem-se trabalhos de magia para estagnar caminhos ou amores.

A terra que está em locais ermos e elevados nas montanhas, é carregada de propriedades invocatórias de espíritos, pelo que meditações e orações ali feitas ganham um especial peso.

O fogo e a magia

o fogo aquece e nutre com calor, permitindo a vida; porem o fogo também destrói e reduz a cinzas.

O fogo quando arde é energia pura, é energia consumindo a matéria e libertando mais energia.

Por isso:

o fogo deve ser usado como meio de transmissão de energias ao mundo espiritual.

Tudo aquilo que for ardido no fogo conforme os preceitos e saberes de um processo místico, será emanado e elevado ao mundo dos espíritos, e por isso:

aquilo que for pelo fogo pedido, será aos espíritos elevado e por eles escutado.

Assim sendo:

substancias, alimentos ou bebidas  que são ardidas no fogo exalaram odores invocatórios e elevam frequências espirituais; Pedidos ardidos no fogo e orados, são como vibrações espirituais que transcendem para a dimensão sobrenatural dos espíritos.

Na magia o elemento do fogo por ser usado de 3 formas:

velas, incensos e holocaustos.

Vejamos:

Holocaustos são um procedimento místico através do qual se ardem no fogo oferendas alimentícias ou bebidas, como forma de fazer essas oferendas chegarem aos espíritos.

Também se usa do elemento fogo na magia ardendo-se incensos com certas propriedades místicas, por forma a fazer emanar apelos de energias e forças espirituais.

O mesmo se passa com as velas e as cores das velas que se ardem.

O ar e a magia

O ar e a magia:

na atmosfera reside o oxigénio, que é fonte da vida.

No ar e pelo ar também ondulam as frequências magnéticas, as radiações do sol, as vibrações da lua, as cargas radioactivas, etc.

Pelo ar voam os pássaros, assim como viaja o som e as demais ondas de luz.

Por isso:

o ar tem uma importância vital para o espirito, pois sendo um elemento tao etéreo, é para o espirito mais fácil nele vaguear, e ate mesmo operar manifestações subtis, como através do vento ou do frio, pois é sabido que quando os espíritos se manifestam, regista-se sempre uma descida na temperatura do ar.

Com o ar o fogo arde, mas sem o ar não há combustão de fogo. Assim sendo: a are é um elemento altamente associável ao fogo em rituais de magia.
Por tudo isso:

o ar está repleto de energias, de vibrações, de ondas e frequências etéreas, e é pelo ar que se podem manipular alguns fortes poderes espirituais.

em resumo:

o pentagrama !!

o que é que representa o pentagrama?

Ao contrário daquilo que se pensa, não é um símbolo demoníaco – conforme os ignorantes afirmam! – mas sim é um símbolo magico em cujas as 5 pontas do pentagrama representam estes 4 elementos da natureza, ao que se une o espirito!, que é o quinto elemento da natureza, em tudo presente e porem em tudo invisível e intocável!, e por isso:

é pelos 4 elementos da natureza que é possível fazer ponte e comunicar com o espirito, assim como é através dos 4 elementos da natureza que o espirito desce e manifesta-se neste mundo,  e é por ultimo o espirito que habita a reside – invisivelmente e intangivelmente – em toda a natureza, e nos 4 elementos.

Quer um verdadeiro trabalho de magia?

Quer uma verdadeira amarraçao amorosa?

Escreva-nos!

Partilhe recomende ou vote neste artigo