Sintomas de amarração amorosa

Sintomas de amarração amorosa2
Partilhe recomende ou vote neste artigo

amarração amorosa sintomas, sintomas de amarração amorosa

a pessoa que foi infestada por uma amarração amorosa pode manifestar alguns deste sintomas visíveis (conforme abaixo descrevemos), como ela pode também não evidenciar qualquer tipo de efeitos visíveis, pois que a amarração é uma bruxaria, e a bruxaria é coisa do espírito, e assim sendo a amarração é uma magia!, querendo isto dizer:

a amarração amorosa – como qualquer magia –  é um processo espiritual!, que por isso atua não na carne mas sim espiritualmente – na alma – e no espírito da pessoa que foi amarrada, e assim sendo:

a pessoa amarrada quando é atingida por uma magia de amarração amorosa, ela – logicamente – não é amarrada no seu corpo!, pois que ela não vai ser verdadeiramente amarrada com cordas de corda!, nem algemada com algemas de aço!, nem aprisionada com grilhetas de ferro!, pois quem faz isso é carcereiro e não bruxo!, pois bruxaria lida não com instrumentos de aço nem de ferro nem de corda, mas sim é um processo espiritual, místico, magico,  e por isso etéreo e invisível!

A pessoa amarrada quando é  tocada por uma bruxaria de amarração amorosa, ela é tocada em espírito, no seu espírito e na sua alma, e por isso: ela não vai ser amarrada fisicamente no seu corpo e de forma visível aos olhos humanos, mas sim ela vai ser amarada em espírito e no seu espírito, na sua alma, e no seu caminho de vida!, e tudo isso é coisa invisível que os olhos humanos não podem ver!, e porem é real!, pois o espírito é tão real quanto a carne!

Quer isso dizer que:

O espirito de uma pessoa ficará ligado, atado, unido e destinado a outra pessoa!, e que o caminho de vida dessa pessoa será acorrentado e amarrado junto ao caminho de vida de outra pessoa!, sendo que a partir dai – por muito que a pessoa amarrada não queira – a pessoa que foi amarrada vai sempre ser levada a unir-se e entregar-se ao mandante dessa amarração!, pois que assim foi em espirito ligado, decretado e destinado!

Quer isto também dizer:

a alma da pessoa amarrada fica ligada com alma do mandante da amarração!, e o espirito da pessoa amarrada fica ligado com o espirito do mandante da amarração!, e o caminho de vida da pessoa amarrada fica amarrado ao caminho de vida do mandante da amarração!

Pois por isso, e explicando de forma simples e facilmente compreensível:

depois de uma amarração amorosa estar feita e em espírito atuando no espírito e na alma de uma pessoa, então dai em diante a vida da pessoa amarrada passa a ser como um navio que antes da amarração estava livre de navegar livremente e ir aportar em qualquer porto onde entendesse!, e porem depois da amarração estar feita então alguém veio redesenhou o mapa de navegação desse navio, ali inscrevendo novas coordenadas, e ali traçando a compasso e régua novos itinerários no mapa de navegação desse navio!, e assim sendo e uniu-se o porto de destino desse navio com o porto de destino de outro um navio, ( o navio do mandante da amarração!), e assim sendo:

colocaram-se esses dois navios com os mesmos destinos!, e por isso tendo de chegar e atracar no mesmo destino e no mesmo porto!

Pois por isso:

esse navio , ( do amarrado), vai ficar destinado a acabar sempre atracando no mesmo porto de destino junto com o outro navio! ( o do mandante da amarração!), pois os mapas, as coordenadas e os itinerários de ambos os navios foram assim alterados e traçados!

Pois assim sendo:

mesmo que o capitão desse navio , ( do amarrado), decida andar velejando pelos rumos e percursos que bem quiser e entender, porem a verdade é que esse navio ficou destinado e atracar junto com o outro navio no mesmo porto!, e por isso esses dois navios, ( suceda o que suceder e andem por onde andar), eles vão sempre acabar juntos no mesmo destino!, no mesmo porto!, na mesma doca!, e na mesma água!

E porem:

tudo isto se passa a nível espiritual!, e por isso todo esse processo é magico e é invisível!, e assim sendo:

nada disto é coisa que possa estar ser vista pelos olhos humanos, senão, ( por vezes!, e nem sempre!), através de certos subtis efeitos da amarração e subtis sintomas da amarração amorosa que – por vezes, e nem sempre! – se podem, ( ou não!), fazer-se manifestar após uma amarração estar feita!

Pois por isso:

quando alguém diz: «mas eu mandei amarrar aquela pessoa e agora não estou vendo nada»!, então assim se responde:

não está vendo nem tem que ver!, pois magia é coisa do espírito que em espírito atua no espírito e na alma das pessoas!, e o espírito e a alma, ( assim como o trabalho do espírito ali em espírito trabalhando), não se pode ver com os olhos!, e porem o espírito sendo invisível é tão real quanto o ar que você não pode ver e porem existe!, e é tão real quanto as radiações não se podem ver e porem existem!, e é tão real quanto os átomos que não se podem ver a olho nu e porem existem!, pois não é por você não conseguir ver uma coisa que ela não existe!, pois durante a noite você não pode ver o sol, e porem ele permanece existindo mesmo que você não o esteja vendo!, e prova disso é que ele nasce no dia seguinte!

Então:

a pessoa amarrada por uma amarração amorosa pode manifestar certos sintomas visíveis, e porem toda a amarração pode, ( na maioria das vezes assim será!), não manifestar efeitos tangíveis nem sintomas palpáveis, e por isso passar-se invisivelmente e ser invisível !!, ou seja:

a amarração pode acabar ocorrendo invisivelmente!, e ocorrer apenas em espirito e a nível do espirito da pessoa amarrada!, e por isso mesmo a pessoa amarrada, (se a amarração foi bem feita), jamais suspeitará sequer que está sendo vitima de uma amarração!, pois que a amarração é invisível !, e por isso mesmo a amarração tende a não se manifestar em grandes efeitos que sejam palpáveis nem visíveis!, e assim sendo:

a amarração é uma magia, e a magia é coisa magica e misteriosa como o vento que é invisível e porem acaba tocando as nossas faces e rodeando-nos de calor ou frio sem que porem o possamos ver com os olhos, e ele é um mistério que agora aparece e logo depois desaparece, e porem ele é real!

Por isso:

a amarração não atua na cabeça da pessoa amarrada, nem na sua lógica, nem na sua racionalidade, nem na sua consciência!, mas sim a amarração atua inconscientemente e invisivelmente no espirito e na alma da pessoa!, e por isso:

em condições normais nem o mandante da amarração não vai ver nada de especial acontecendo enquanto a amarração está trabalhando na alma e no espírito da pessoa amarrada!, nem a pessoa amarrada jamais terá consciência racional daquilo que lhe está sucedendo!, pois tudo está atuando não a nível na da sua racionalidade, ( nem daquilo que ela pensa, nem daquilo que ela sabe, nem daquilo que ela raciocina, nem daquilo que ela vê),  mas sim a amarração atua espiritualmente e no seu espirito!

Pois por isso:

a pessoa amarrada fica sendo impulsionada para ir procurar o mandante da amarração, e porem ela não sabe racionalmente porque esta sentindo esse impulsos!, e muitas das vezes ela ate pode afirmar não estar sentindo impulsos alguns!, pois que esses impulsos estão sendo dirigidos ao seu espírito e não á sua cabeça, nem á sua racionalidade, e por isso tudo se passa de uma forma tremendamente subconscienteinconsciente!, conforme por vezes a pessoa sente um impulso de comer chocolate, e porem ela não sabe porque sentiu esse impulso, e na verdade – muitas das vezes – a pessoa até afirma que não teve nenhum motivo lógico para fazer isso, mas apenas fez porque fez!

Pois da mesma forma:

muitas das vezes a pessoa amarrada acaba rondando o mandante da amarração inconscientemente, querendo isto dizer:

sem sequer entender porque anda fazendo isso!, e por vezes nem mesmo entendendo porque acabou fazendo isso!, pois quem está mandando a pessoa fazer isso é o seu espirito e não a sua cabeça!, nem a sua logica!, nem a sua consciência!, nem a sua racionalidade!

Então:

Isso mesmo ensina são Cipriano, pois que assim se pode ler num dos seus escritos:

o individuo afetado pelo feitiço reagirá inconscientemente, para fazer para si e mesmo coisas que correspondem má vontade do feiticeiro

Obra de são Cipriano proveniente do escrito «São Cipriano, o Bruxo»  – Capa de Aço –  capitulo «Como trabalham os bruxos no sec XX»,  pag 355

Pois assim se sabe:

Toda a bruxaria, ( mesmo a de amarração amorosa), opera a nível espiritual e no espírito do embruxado ou do amarrado!, e por isso a magia tende sempre a ocorrer inconscientemente na pessoa enfeitiçada!, motivo pelo qual a pessoa poderá acabar fazendo isto ou aquilo sem porem jamais ter consciência do motivo pelo qual está agindo!, pois que a pessoa não está agindo por consequência da sua cabeça nem da sua consciência!, mas sim ela está agindo por consequência do seu espírito e da sua alma!, e assim sendo ela – muitas das vezes – nem sabe porque está fazendo isto ou aquilo!

Da mesma forma:

sendo a bruxaria de amarração uma magia, e sendo a magia um processo espiritual e invisível que ata em espírito e no espírito da pessoa embruxada!, então a pessoa tocada e infestada por uma magia de amarração amorosa pode acabar estando sob a influencia de um feitiço ou de uma bruxaria de amarração, e porem a amarração não manifestar sintomas de amarração – nem efeitos de amarração – que sejam visíveis ao olhos humanos!, pois que a amarração não está atuando no corpo nem de forma visível!, mas sim a amarração atua inconscientemente e no espirito da pessoa amarrada!, e por isso a pessoa amarrada tanto pode começar agindo e evidenciando sintomas de amarração, como a pessoa amarrada pode passar todo o tempo em que a amarração está atuando sem evidenciar quaisquer efeitos visíveis de amarração!

E porem:

No caso de se manifestaram sintomas visíveis de amarração amorosa, (nem sempre eles se manifestam, e por vezes nem é suposto eles manifestarem-se!), então os sintomas de amarração e os efeitos de amarração amorosa vão ocorrer assim:

Nos casos em que a amarração amorosa manifestar sintomas de amarração e efeitos de amarração que seja visíveis, ( nem sempre isso sucede nem tem que suceder!), eis que esses que a seguir descrevemos são os 20 sintomas de amarração amorosa e os 20 efeitos de amarração amorosa que podem ocorrer na pessoa que foi amarrada:

1

Na amarração amorosa de são Cipriano, podem as primeiras reações da pessoa ser adversas, pois que grande é o poder espiritual e a infestação que se vai abater sobre essa pessoa!, e por isso a pessoa pode inicialmente vomitar!, pode sentir dores de cabeça!, pode sentir náuseas!, pode sentir tonturas!, pode manifestar disfunções intestinais!, pode sentir desorientação!, e tudo isso vai ocorrer sobre o pretexto de uma qualquer doença que ate tem uma explicação lógica e que vai ocorrer após a amarração estar em curso!, sendo porem que essa moléstia vai ter a sua origem não em causas medicas mas sim na feitiçaria que foi espiritualmente em espírito «injetada» no espírito da pessoa amarrada! E porem: não vos preocupeis!, pois tudo isso são fenómenos passageiros que logo vão passar!, pois não se pretende com uma amarração amorosa fazer ninguém ficar permanentemente doente! Olhai por isso: qualquer remédio que você tomar, ( até a mais simples aspirina ou uma vulgar pílula), porem ter momentâneos efeitos secundários!, que porem são perfeitamente inofensivos! Então: você não vai deixar de tomar um remédio que cura a sua doença, apenas porque essa terapia pode causar alguns passageiros efeitos secundários, que inclusive podem até nem suceder! Então: com os sintomas de amarração amorosa sucede o mesmo, ou seja:
a cura é garantida se você seguir as instruções deste remédio!, e você não vai deixar de tomar um remédio que cura a doença que tanto lhe faz sofrer….apenas porque alguns menores efeitos secundários podem ocorrer!
Por isso: não se assuste, e siga em frente!

2

Da mesma forma:

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode sentir vontade de se afastar, de se isolar, e de estar sozinha!

Então:

Tudo isso não é para se temer!, pois que pode simplesmente decorrer do transtorno e da frustração, ( inconsciente!), que advém do espírito da pessoa amarrada ter sido – em espírito – amarrado, preso, atado, ligado e acorrentado a uma amarração!, e então:
porque nenhum espírito gosta de ser aprisionado!, então essa pessoa pode manifestar alguns sintomas adversos!, apesar de serem inconscientes!, ( logo ela nunca vai sequer saber porque fez aquilo que fez!), e por isso a pessoa não vai jamais saber
porque está agindo desse jeito!

3

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode vir com um beijo, ou como caricias, ou até mesmo vir e entregar-se sexualmente, carnalmente!, pois é isso mesmo que amarração amorosa faz!, e que é unir no corpo o amarrado e o amarrador!

Pois por isso:

não importa se o amarrado veio falando isto, nem se o amarrado apareceu falando aquilo, nem se o amarrado não falou coisa alguma!, mas sim importa que os corpos se hajam unido!, pois estando os corpos unidos então amarração que foi em espírito decretada está no corpo selada e concretizada!

Então:

por isso mesmo não importa aquilo que é falado mas sim importa que os corpos se hajam amado!, ou que os corpos se hajam encontrado!, ou que os corpos se  hajam entregado!, pois se isso acontece então no corpo será selado aquilo que em espirito já estava destinado!

Pois então:

por isso mesmo assim atua a amarração amorosa fazendo a pessoa amarrada ser infestada de impulsos e desejos  carnais de ir procurar amante!, e por isso a pessoa amarrada será infestada de um ímpeto de desejo incontrolável!, e por isso ela procurará amante até procurar a pessoa amarrada!, pois que – mesmo que a pessoa amarrada conscientemente ate possa não estar querendo nada disso! – porem o seu espírito e a sua alma ficarão influenciando e impulsionando essa pessoa para isso aconteça!, e por isso:
é normal – sem necessariamente ter de existir uma explicação lógica nem plausível – que a pessoa amarrada apareça procurando beijo, caricias, ou mesmo sexualidade!, assim como que ela apareça rondando!, ou que ela ligue!, que ela fale!, que ela contate!, que ela procure! – seja de que jeito for – pelo mandante da amarração amorosa!

Nesse casos não procureis satisfações, nem cobranças, nem questionamentos, nem façais imposições, nem negueis ou rejeiteis a pessoa quando ela aparece pedindo algo, querendo algo ou ate mesmo vindo procurando contato carnal!, pois que essa pessoa está agindo como uma pessoa  «sonâmbula»!, e ela esta sendo levada inconscientemente a estar com o mandante da amarração!, e por isso o mandante da amarração acolhendo a pessoa amarrada sem cobrança nem questionamento, ( e jamais com rejeição!), então o mandante da amarração estará dando espaço a que a amarração comece aprofundando pelas «veias da alma», e ganhando raízes no espírito e na alma da pessoa amarrada!

4

A pessoa amarrada por amarração amorosa pode parecer andar alheada de tudo!, fria!, distante!, sem reação!, desmoralizada!, ou ate mesmo como se o seu coração tivesse endurecido sem explicação!, pois que a amarração pode causar uma certa «dormência» espiritual em certas pessoas!

5

A pessoa amarrada por amarração amorosa pode desatar querendo andar em farra!, em festa!, em agitação!, em folia!, em frenesim!, como se o Carnaval tivesse aparecido fora de data!, e por isso ela ficasse agindo como se estivesse infestada de uma imensa energia!, quando na verdade ela anda apenas «eufórica» devido á infestação de espíritos que lhe estão causando todo o tipo de tentação, todo o tipo de desorientação, todo o tipo de intoxicação, tal conforme e sucede uma pessoa perdida com o efeito de uma droga!

6

A pessoa amarrada por amarração amorosa pode de ter sonhos estranhos, ou intensos, ou vivos!

Nada há a temer:

tudo isso é consequência normal e que pode ocorrer numa pessoa a quem poderosas forças espirituais foram chamadas a descer!, e a ali permanecer!

7

A pessoa amarrada por amarração amorosa pode ficar com uma tremenda sonolência!, um imenso cansaço!, e pode andar bocejando e arrotando sem motivo!

da mesma forma dizemos:

Nada há a recear:

todos esses efeitos são sintomas de «dormência» normal que pode ocorrer numa pessoa a quem poderosas entidades espirituais foram conjuradas a descer!, e que por isso pode fica momentaneamente «anestesiada» com tamanha intervenção!

8

a pessoa amarrada pode começar andando desconcentrada!, ou inquieta!, ou deparando-se com acidentes ocorrendo-lhe!

também aí dizemos:

Não há motivo para receio!, pois:

todos esses sintomas de «confusão» e «descoordenação» são normais!, e podem suceder numa pessoa a quem poderosas entidades espirituais foram conjuradas a descer!, e com ela permanecer!, pois a infestação de forças espirituais pode ter um efeito momentaneamente «supressor» da atenção e da serenidade!, e porem: tudo isso é passageiro!

9

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode insistir no álcool, na bebida, em fumar, em viver vícios!, ou em ter condutas libertinas!, pois que a pessoa pode ficar «desorientada» e «inebriada» com o poder da bruxaria que foi em espírito e pelo espírito «injetada» no seu espírito e na sua alma!, e que é uma feitiçaria poderosa que desce na pessoa com a finalidade de a ficar tentando!, e fazendo cair a pessoa em tentação!

10

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode sentir um inexplicável peso no peito!, pode sofrer distúrbios de sono ou insónias!, pode sentir afrontamentos!, pode sentir falta de ar!

Novamente dizemos:

Não há causa para medo!, pois que:

todos esses efeitos e tribulações são passageiros!, e podem ocorrer numa pessoa a quem ancestrais e portentosas entidades espirituais foram chamadas a descer!, e com ali permanecer!

11

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode sentir presenças espirituais na sua casa!, pode ver ocorrerem-lhe sucessivas avarias em coisas elétricas ou mecânicas!, pode ver lâmpadas, carros ou aparelhos eletrónicos agir estranho!, pode ver infestações de animais ocorrer perto de si!, pois todas essas coisas podem – por vezes sim, e outras vezes não – manifestar-se na pessoa em quem espíritos desceram!, e em quem espíritos estão trabalhando!

12

a pessoa amarrada pode receber noticias de pessoas que não estava esperando!, pode ficar reencontrando pessoas do passado que não via á algum tempo!, ou pode ficar encontrando novas pessoas na sua vida!, e se isso suceder – nem sempre sucede! – então isso significará que os seus rumos e caminhos de vida estão sendo reordenados com novas coordenadas!, e por isso o re-arranjamento dos seus trilhos de vida podem ficar fazendo pessoas antigas reaparecer sem motivo aparente!, ou pode ficar fazendo aparecer novas pessoas na sua vida!, e tudo isso por aparente coincidência –  implausível – e sem explicação!

13

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode começar agindo estranho e parecendo que anda com sempre com um radioso sorriso nos lábios!, quando na verdade nada disso ocorre por ela andar feliz!, mas sim tudo isso decorre dela andar como que «alcoolizada» pela bruxaria que lhe esta infestando espirito!, e intoxicando a alma!

14

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode ficar mais teimosa!, pode ficar mais obstinada!, revoltada!, irredutível!, pois embora a pessoa amarrada não tenha consciência que foi amarrada…. porem ela vai sentir efeitos inconscientes dessa amarração!, pois olhai:

embora  a pessoa não tenha um conhecimento consciente e racional da amarração que a atingiu, porem a sua alma e o seu espirito foram atados e constrangidos!, e nenhum espírito gosta de ficar preso nem condicionado!, e por isso:

inicialmente todo o espirito amarrado vai «dar coice» e «espernear» contra o constrangimento que esta sofrendo!, e isso vai acabar manifestando-se em comportamentos agressivos e porem inconscientes!, que se a pessoa amarrada analisar racionalmente…. então –  se ela pensar com honestidade – não vai sequer conseguir explicar!, pois muitas das vezes ela não vai ter motivo nem pretexto para agir do jeito que está agindo!

15

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode parecer –  de um momento para o outro –  ficar alheada e fria!, e ela vai desaparecer do mapa!, ela pode entrar num imenso silencio!, pois a pessoa amarrada embora não sabendo conscientemente que foi amarrada…. porem o seu espírito sabe que foi amarrado!, e por isso a sua tendência natural, ( e inconsciente), vai ser fugir e se recolher!, conforme um animal que se está sentindo acossado!, e que está sentindo um predador se rondando…. vai querer se recolher-se na sua toca!

16

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode querer começar saindo e parecer ate que se quer entregar aqui e ali – pois que está infestada de desejos carnais e de impulsos de ardência e luxuria que são efeitos por vezes secundários de uma amarração –  e por isso:

a pessoa amarrada pode começar andando de sorriso nos lábios e irradiando felicidade, quando na verdade anda apenas sob o efeito «anestesiante» da bruxaria que lhe foi espiritualmente «injetada» não nas veias do corpo, mas sim no tecido da alma!

17

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode ficar indo e vindo!, aparecendo e desaparecendo!, falando e calando!, sempre de tempos em tempos rondando o mandante da amarração!, ou então sumindo como se tivesse esquecido do mandante da amarração!, ou por vezes reaparecendo e porem nunca falando nada concreto nem declarando o motivo das suas motivações!, pois que a pessoa amarrada nem sequer sabe porque está sendo – por vezes ocasionalmente – impelida a procurar pelo mandante da amarração!, e porem de cada vez que essa pessoa racionalmente se decide afastar…. porem ela, ( sem saber porquê), essa mesma pessoa logo depois acaba sempre voltando e rondando o mandante da amarração!, pois ela é pessoa que está embruxada e enfeitiçada!, e por isso ela nem sequer sabe porque fica indo e voltando!, e porem ela fica sempre voltando!, e assim será ate ela se entregar de vez!

18

a pessoa amarrada por amarração amorosa pode ficar cruzando e se encontrando com o mandante da amarração!, ou a pessoa amarrada pode ser colocada numa posição de ficar – pessoalmente ou profissionalmente – mais perto mais e próxima do mandante da amarração!, tudo parecendo ocorrer por mera coincidência!

E porem:

não existem «coincidências» neste mundo!, e por isso se as pessoas amarradas persistem  cruzando uma com a ao outra!, então eis que aí se manifesta sinal tangível e palpável que comprova que os caminhos de vida de ambas as pessoas foram cruzados e ligados!, conforme dois navios cruzados na mesma rota então, ( de tempos a tempos, e de coordenadas em coordenadas), vão-se ficar cruzando e encontrando!

19

na pessoa amarrada por amarração amorosa podem-se gerar condições ou circunstancias que – parecendo mera circunstancia ou coincidência – façam a pessoa amarrada procurar, contatar, ( até mesmo por terceiros e através dos mais variados e absurdos pretextos), ou estar perto do mandante da amarração!, ou estar com o mandante da amarração!

Então:

neste universo não existem coincidências!, pois todo o efeito tem uma causa!, e assim sendo:

esses encontros ou contatos, ( ocorridos diretamente ou por terceiros), não são meros efeitos de «coincidências», mas sim de uma «causa» bem «concreta»!, e que foi em espírito essas duas pessoas terem sido destinadas e unidas!, e por isso:

o universo dai em diante vai sempre estar sempre trabalhado para as juntar, nem que seja pelos mais ridículos, lógicos, racionais e quotidianos motivos!

20

a pessoa amarrada pode manifestar reações contraditórias!, ora parecendo que até está amansando, ou até querendo, ou até desejando ou procurando o mandante da amarração!, ao mesmo tempo que depois parece sentir repulsa, raiva, frieza, estranheza, ou rejeição para com essa mesma pessoa!, o que parecendo ilógico porem faz todo o sentido!, pois que se essa pessoa está em espírito – no seu espírito – sendo levada a procurar e unir-se com o mandante da amarração, e porem a sua «cabeça»,(a sua razão), não tem consciência disso, e pode até mesmo não estar – nesse momento – querendo nada disso!

Então: aí pode-se gerar um conflito inconsciente que se acaba manifestando nessas reações incoerentes, implausíveis, ilógicas e sem sentido!

Assim sendo:

Embora a pessoa amarrada não tenha consciência que foi em espírito, ( no seu espírito e na sua alma), amarrada e constrangida, porem a verdade é que o seu espírito está sendo em espírito condicionado e levado a seguir um certo caminho e a trilhar num certo rumo!, e nenhum espírito gosta estar sendo aprisionado, nem condicionado, nem amarrado!, e tudo isso pode acabar causando efeitos algo imprevistos, inesperados, incoerentes, e ate mesmo resistentes, rebeldes, indomáveis, escabrosos!, e por vezes desagradáveis!

Da mesma forma:

Porque a pessoa amarrada está em espírito, ( no seu espírito), sendo amarrada, e porem ela não tem consciência racional nem consciente disso, então podem-se gerar momentâneos conflitos entre aquilo que a cabeça da pessoa pensa e aquilo que o seu espírito lhe está – inconscientemente – mandando fazer!,(porque esses seu espírito ou alma foi amarrado e está sendo em espírito levado a fazer),  e por isso a pessoa amarrada pode ate mesmo ter reações adversas, como se ela não estivesse em si mesma!, pode ter atitudes bruscas!, e pode ate evidenciar repulsa!, ressentimento!, agressividade!, pois tudo isso são reações adversas que podem temporariamente suceder na pessoa que foi espiritualmente «injetada» de uma tamanha «dose» de uma tamanha de forte bruxaria !

Em resumo:

Novamente dizemos:

Todos estes sintomas de amarração – ou apenas alguns deles – podem manifestar-se visivelmente na pessoa amarrada por amarração amorosa, como podem nenhum destes sintomas de amarração manifestar-se de forma visível nem palpável, pois que:

o mais normal na magia é que a magia atue invisivelmente!, que ela atue subtilmente!, que atue indelevelmente!, que ela atue magicamente!, que ela atue por caminhos insondáveis , ininteligíveis,inesperados, incompreensíveis, e misteriosos!, mas bonitos e que trazem felicidade a quem sabe receber, sabe respirar e sabe sentir a magia sem ansiedades!, sem pressas!, sem estar todos os dias olhando os calendários!, e sem estar todos os dias angustiando por algo que –  simplesmente –  se souber esperar com o coração feliz e aberto…. então a magia acontece!

Então:

A mais maravilhosa magia acontece sempre quando estamos de coração aberto e menos esperando!, pois a magia dá sempre os melhores resultados em quem nada estando esperando porem está positivo!, em quem nada estando exigindo porem está firme!, em quem nada estando cobrando nem expectando porem está aberto a abrir o coração ao mundo e á vivência dos rumos da vida!, e a quem está não procurando nos calendários – nem nas pressas, nem na cegueira da fúria da impaciência! –  mas sim a magia dá sempre os mais fortes resultados em quem está vivendo hoje feliz como se já tivesse alcançado a sua felicidade!, pois felicidade atrai felicidade!, e por isso:

quem anda infeliz e dizendo que só vai ser feliz depois de ter o seu resultado…. esse tarda em ver resultado algum!, pois apenas vê e colhe felicidade quem vive feliz!, pois quem vive amargo e na amargura demora em colher coisa diferente disso!, pois a luz atrai luz!, e as trevas adoram as trevas!, e por isso:

quem anda amargo vai sempre tardar em colher doçura!, e porem quem anda feliz vai sempre agilizar a vinda da sua felicidade!, e isto é lei do universo!

Por isso:

colhe da magia facilmente quem está de coração aberto e menos esperando!, pois a magia dá sempre os melhores resultados quando menos se espera!, e em quem está positivo!, em quem está firme!, em quem está de coração aberto e vibrando com o universo na essência inesperada que é a vida e a magia!, e que é sentirmos-mos vivos e mágicos!, e sermos parte deste grande universo no qual estando abertos – de coração aberto – sem pressas…. então a magia acontece!!, pois olhai:

a magia apenas acontece verdadeiramente quando menos esperamos que ela vá acontecer!, e quando nos mantivermos todo o tempo de coração puro!, de coração leve!, de coração desprendido!, e de coração aberto a que a magia aconteça!

Olhai por isso a lei fundamental da magia, pois que ela é:

aquele que prepara um pão e o coloca forno, apenas para depois andar todo o tempo – impacientemente – abrindo o forno para ver se o pão já está feito….então essa acaba arruinando o pão e passando fome!

Já porem:

aquele que prepara o pão e depois o deixa no forno, ( quieto e sossegado!), cozendo pelo tempo que tiver de cozer!, então esse quando voltar á cozinha vai ter uma inesperada surpresa!, que é ter um bom pão par saciar a sua fome!

Da mesma forma:

aquele que quer fazer e beber um bom vinho, então esse deve plantar a videira, e depois ele deve pacientemente tratar a videira com carinho e esforço!, e ele deve esperar pelo momento certo da uva estar no ponto certo!, e depois ele deve colher a uva e trabalha-la da forma certa pelo tempo certo!, pois apenas assim essa pessoa vai beber um bom vinho!

Já porem:

se quem semeia a videira porem não espera pacientemente que a uva cresça e esteja no ponto certo!, e se com pressas e fúrias vai arrancar a uva antes do tempo!, e se com impaciências cegas vai querer fazer vinho de uva ainda verde de forma demasiado rápida e desrespeitando todas as ancestrais sabedorias da feitura do vinho!, então esse vai acabar não bebendo coisa alguma senão amargosa e azeda amargura!

Pois por isso sempre dizemos:

Lei fundamental da magia, é:

Quem quer o pão e o vinho da magia, ou atua assim – respeitando os tempos e os invisíveis processos espirituais da magia – ou então nada colherá de bom!, pois olhai:

não vale a pena estar pagando para se ir fazer uma magia, se depois da magia estar feita então você andar fazendo aquilo que prejudica essa magia!

Da mesma forma:

não vale a pena você pagar e comprar na farmácia um remédio, ( que o medicou prescreveu!), e andar tomando-o, se depois você o tomou ao contrário daquilo que a instrução do remédio dizia!, ou então se tomando-o porem você andar fazendo tudo aquilo que o medico proibiu de fazer!, pois que isso, ( num caso ou noutro!),  pode dar em piorar ao invés de curar!, pois que um remédio bem tomado pode salvar!, mas um remédio tomado erradamente pode matar!!

Por isso sempre dizemos:

uma vez encomendada uma magia, então largai a cabeça – e o pensamento – dessa magia!, e vivei em felicidade!, pois assim fazendo então quando menos esperardes ireis ter aquilo que desejais!, e porem andando a todo o minuto abrindo o forno para ver como o pão está…. então apenas arruinareis o pão!, e nada comereis que vos vá saciar!

Isto dito:

a magia é como esse pão que haveis colocado no forno!, e por isso conforme o pão enquanto está cozendo não é para se estar sempre abrindo o forno e se vendo-o a todo o minuto, ( pois que assim o pão vai estragar!),então também a magia não é para se ficar vendo conforme ela está atuando!, mas sim á para deixar a magia atuando conforme ela deve atuar!,  e que é magicamente e invisivelmente!

Da mesma forma:

a magia é como essa videira que você plantou para depois colher a uva, e assim fazer o seu vinho!, e por isso conforme a uva está lá na cepa quieta, sem fazer nada, sem movimento, e crescendo – invisivelmente, e sem você se aperceber disso –  se você for impacientemente podar e colher essa uva antes do tempo!, então você não vai conseguir fazer bom vinho com uva que não está no ponto de maturação certo!

Pois por isso:

da mesma forma que esse pão fica quieto e parado cozendo no forno!, e da mesma forma que essa uva que dá vinho ficando quieta e parada crescendo na videira!, pois também assim é a magia!, pois:

a magia não tende a manifestar-se visivelmente, ( pois que é um processo espiritual que atua em espírito e no espírito da pessoa a quem é dirigida), e porem:

Ocasionalmente quando manifestando-se visivelmente, ( o que nem sempre sucede!, nem tem que suceder!)  então:

Nesse caso todos esses efeitos de amarração –  e sintomas de amarração – que descrevemos… eles podem ser observáveis e podem manifestar-se – visivelmente – numa pessoa que foi por vós  infestada de magia de amarração amorosa ou bruxaria de amarração!, pois embora  a pessoa não tenha consciência disso, ( pois que tudo se vai passar inconscientemente a nível do seu espírito e não a nível da sua cabeça), porem a magia está atuando na alma da pessoa!, e por isso ela pode acabar tendo essas reações colaterais sem jamais desconfiar nem saber aquilo que se está passando consigo mesma!

E porem:

Tudo isso é passageiro, e tudo isso apenas andará ali perturbando-se e desinquietando-se apenas ate a poeira pousar, apenas ate a pessoa ceder, e apenas ate a pessoa amansar!, pois que embora essa pessoa racionalmente não saiba aquilo que tem de fazer para o seu tormento acabar…. porem o seu espírito sabe!, e por isso:

ela vai acabar, (sem entender porquê!, e sem desconfiar de nada!), entregando-se nos braços do mandante da amarração!, pois que por muito que a pessoa queira fugir porem…. ela está em espírito amarrada!

E por isso:

a pessoa amarrada pode fugir como quiser com o seu corpo, (porque disso ela é livre!), que no final ela acabará sempre vindo para onde o seu espírito já foi destinado para vir!, e que é para junto do mandante da amarração amorosa!

Mas você pergunta: «mas então depois da pessoa estar amarrada, não é suposto ela  ficar fazendo imediatamente – e de imediato – aquilo que eu quero?»

A isso sempre respondemos:

A amarração não faz a pessoa amarrada virar um vegetal!, nem ficar burra!, nem virar acéfala!

Por isso:

a pessoa vai continuar tendo a liberdade de pensar, de agir, de atuar, e de andar por onde bem entender!, pois a sua razão e a sua racionalidade não lhe foram retiradas!, e por isso ela não virou um vegetal!

E porem:

a verdade é  que a pessoa, ( mesmo não tendo consciência disso), ela foi em espirito amarrada, significando isso:

ela pode andar por onde quiser, e pode teimar como entender, pois ela é livre de fazer quilo que quiser!

E porem:

ela vai virar á esquerda apenas para acabar á direita!, e ela vai teimar em ir apenas para acabar vindo!, pois que assim esta em esprito decretado!, e por isso assim será!

E por isso sempre dizemos:

deixa a pessoa livre que nem um passarinho para fazer aquilo que ela entender!, pois as asas dela são livres de esvoaçar!

E porem:

a verdade é que no final esse passarinho esvoaçante vai sempre acabar dentro da gaiola que você planeou para ele!, pois que assim foi em espirito decretado conforme foi por você encomendado!

Pois por isso:

esse passarinho pode esvoaçar como quiser! e esse passarinho, ( a pessoa amarrada), pode andar por aí fazendo aquilo que quer e vivendo na ilusão que é livre!, que porem esse passarinho que fica por aí voando e pensando que está livre…. porem ele está em espirito atado por um cordel invisível!, e por isso:

ele vai sempre acabar comendo mansamente dentro da gaiola que você encomendou!, e enquanto assim não fizer então esse passarinho jamais vai encontrar pouso que sempre  dure!, nem felicidade que sempre exista!

Por isso:

Cansando de andar de galho em galho sem jamais encontrar felicidade duradoura, então esse passarinho vai acabar na sua mão!, que é onde em espirito ele foi amarrado!, e por isso é onde ele ficou destinado a ir pousar e se entregar!

Então:

Quer magia de amarração amorosa da mais poderosa?

Quer amarração amorosa de são Cipriano?

Então:

Pedi amarração amorosa feita neste antigo e verdadeiro altar de são Cipriano!

Escreva-nos!

Partilhe recomende ou vote neste artigo